Pabllo Vittar protesta contra censura na Bienal do Livro e promove “beijaço” em show

0

Pabllo Vittar protesta contra censura na Bienal do Livro e promove “beijaço” em show

Drag queen aproveitou sua apresentação neste sábado (7) para criticar a ação do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella

– Pabllo Vittar protesta contra censura na Bienal do Livro e promove “beijaço” em show

Pabllo Vittar aproveitou seu show em Brasília, neste sábado (7), para protestar contra a censura na Bienal do Livro do Rio Janeiro a materiais de conteúdo LGBT. A drag queen promoveu um “beijaço” entre a plateia e também condenou a ação do prefeito Marcelo Crivella, que pediu o recolhimento dos livros com esta temática que não estivessem lacrados.

“Hoje tentaram censurar o nosso beijo e agora, eu quero convocar todo mundo para um beijaço. Olha para o amigo, olha para a namorada, olha para o crush…”, disse a artista. “Nosso amor é livre e a gente tem direito de beijar, sim!”, continuou ela.

Veja:

Diversos artistas, como Daniela Mercury, Caetano Veloso, Lulu Santos, Marcelo D2, Lellezinha, Luisa Sonza, Preta Gil entre outros, utilizaram suas redes sociais para se manifestar contra a ação de Crivella, alguns publicando até a imagem do beijo homossexual, da HQ “Vingadores, a Cruzada das Crianças”, que fez com que o prefeito do Rio de Janeiro pedisse uma fiscalização dos materiais no evento, por considerar o conteúdo impróprio.

Veja:

Ver essa foto no Instagram

Bom dia, e viva o amor ! ??

Uma publicação compartilhada por ?? ??????? (@mcrebecca) em 7 de Set, 2019 às 8:03 PDT

Ver essa foto no Instagram

Quer q desenhe? ?♾

Uma publicação compartilhada por Pra Sempre (@lulusantosoficial) em 7 de Set, 2019 às 7:57 PDT

Ver essa foto no Instagram

BOM DIA ✨✨✨

Uma publicação compartilhada por Lellê (NEGA BRABA) ? (@lelle) em 7 de Set, 2019 às 6:29 PDT

Ver essa foto no Instagram

#Repost @342artes: A decisão do TJ/RJ descumpriu a Constituição, que assegura as liberdades de imprensa e expressão e veda discriminações baseadas em orientação sexual. Ela se baseou em interpretação absurda e inconstitucional do Estatuto da Criança e do Adolescente, que determinou que as embalagens de publicações impróprias para crianças e adolescentes devem ser lacradas, e que publicações dirigidas ao público infanto-juvenil não podem violar valores éticos da pessoa e da família. Mas a homossexualidade não é matéria imprópria para crianças e adolescentes, e um beijo gay em nada viola os valores éticos da família. O preconceito e a censura, estes sim ofendem valores éticos básicos da nossa sociedade e da nossa Constituição. Não à censura, sim ao respeito à diversidade! #342artes #censuranuncamais #censuraéproibido

Uma publicação compartilhada por Caetano Veloso (@caetanoveloso) em 7 de Set, 2019 às 3:51 PDT

Luísa Sonza

Pabllo Vittar protesta contra censura na Bienal do Livro e promove “beijaço” em show


Patrocinado



Comente