João d Deus e Preto resgatam pegada ativista do hip hop; Alvo$ é o som que você precisa ouvir hoje?


Salve, salve, manos e minas! O hip hop brasileiro é um terreno em constante renovação na música brasileira. Novas tendências, novos estilos, novas batidas… novos sons e novas rimas, são alguns dos fundamentos que mantêm o rap em constante alta no rolê.

Rappers João D Deus e Preto lançam Alvo$, EP em parceria

João d Deus e Preto resgatam pegada ativista do hip hop; Alvo$ é o som que você precisa ouvir hoje

Salve, salve, manos e minas! O hip hop brasileiro é um terreno em constante renovação na música brasileira. Novas tendências, novos estilos, novas batidas… novos sons e novas rimas, são alguns dos fundamentos que mantêm o rap em constante alta no rolê.

No texto de hoje, o nosso papo vai ser bem reto! Simples: precisamos conversar sobre um dos excelentes artistas da Coisa de Preto Produções, produtora “que tem como foco lançar artistas pretos e que façam um trabalho que necessite de mais visibilidade”. Dito isso, informo que vou te aplicar o EP Alvo$, primeiro trabalho em parceria de João d Deus e Preto.

Puxado pelas mentes, vozes e talentos de dois caras visionários e inquietos, esse som desse é uma avalanche de informação, utilidade pública e inteligência. No final da história, as músicas promovem experiências sensoriais que incomodam, instigam e fazem o ouvinte pensar fora da caixa.

Se você está cansado de músicas que não incentivam o pensamento mais crítico, se prepare! Chegou a hora de ficar ligado em um rolê que vai te tirar das resenhas erradas.

Preto e João D Deus: críticos, poetas e ativistas

Antes de partir para as músicas, não custa nada conhecer um pouco mais sobre os caras que espalham a palavra. Afinal de contas, nunca é demais saber quem é que tá falando com a gente, concorda?

João D Deus e Vinicius Preto, rappers da nova geração

Vinicius, conhecido como Preto, é Mc, rapper, historiador e fundador do grupo Zamba Rap Clube há mais de 10 anos. Criado no bairro A.E. Carvalho, Zona Leste da Cidade de São Paulo, já fez parte do grupo brasiliense Viela 17. Com muita autoridade, o rapper faz de seus versos o lugar de fala das problemáticas do país como, intolerância, racismo, homofobia, falando também de bons sentimentos e de como é crescer na periferia, com influências notórias nas batidas e nas rimas.

João D Deus é comunicador e acima de tudo pensador, um dos símbolos da resistência cultural no interior paulista. Defende as cores do clássico e tradicional Hip-Hop de Nova Iorque (EUA), mas transita com versatilidade e propriedade em produções mais contemporâneas e populares. Entre seus motes, reforça a máxima de que “não usarás o nome de Deus em vão”.

Alvo$- um rap original e inovador

Alvo significa a identificação daquele que será acertado, que está na mira! Negros são alvos constantes da depressão, violência, opressão, racismo e tentam fazer destas ações fatores atenuantes, trazendo músicas que dialogam com o cotidiano e que na mesma proporção querem trazer outra visão do rap feito atualmente.

Capa do EP Alvo$, de João D Deus e Preto

Sem padrões definidos, sem adjetivos que engessam, ALVO$ é um trabalho maduro, com letras implacáveis e bem definidas pelos rappers, trazendo uma visão diferente dos seus trabalhos solos, ampliando horizontes e expectativas.

Emolduradas pelos beats de César Hostil e Afronauta, essas duas vozes passeiam pela perspectiva do homem negro periférico, brasileiro e marginalizado, revelando em seus timbres e trejeitos as particularidades do indivíduo por vezes esquecidas – ou até ignoradas – pelas vozes coletivas de movimentos ‘revolucionários’ que bradam palavras de ordem.

Negrolândia

O EP já começa com um choque de realidade. Em Negrolândia, Preto e João D Deus trazem os personagens da ficção negros para o dia a dia da quebrada. Não há poder, carisma e glamour que possam resistir aos chicotes que cantam na pele do preto real.

Gato Preto

Na sequência, os beats vão lá para os anos 80! Em cima de uma batida que é um convite a um passinho de break, os manos usam várias metáforas, incluindo o Gato Preto, como linguagem para retratar a caminhada de quem sai “da várzea pra primeira divisão”, sempre com om gatilho pronto para atirar na opressão.

Versos Que Queimam

Numa pegada mais densa, esses Versos Que Queimam relatam o papel de resistência da cultura hip hop. É a constante luta para provar que quem grita mais alto, nunca tem razão.

Bar da Vida

Já em Bar da Vida, os caras associam tipos de bebidas com reflexões e perrengues da vida. O verso “Na saideira da vida/Eu não sou mais nada”, por exemplo, é o retrato de quem vive no terceiro mundo digital, esmagado pelas evoluções que chegam de todas as garrafas, copos e tragos.

Últimos Versos

O EP chega ao fim em um quase apocalítico tom de despedida. Se você ainda não desenvolveu “nervos de aço”, meu amigo e minha amiga, as rimas de Últimos Versos são tudo que você precisa ouvir hoje. “Últimas linhas/Se o amanhã é incerto/Por hoje eu só faço a minha”.

Vamos divulgar a cena autoral?

Se você chegou até aqui, certamente sacou que o EP Alvo$, essa parceria dos rappers Preto e João D Deus, é conteúdo informacional e de conscientização. Trata-se de um trabalho bem produzido, cheio de propostas sonoras e textuais oxigenadas, ou seja, estamos lidando com um som inovador.

E o que acha de ajudar a espalhar essas palavras tão incentivadoras?

Basta curtir este post e compartilhar nas suas redes sociais e grupos de WhatsApp. Muita gente por aí, certamente, precisa ser impactado por rimas tão cirúrgicas, que tacam o dedo direto na ferida 😉

João d Deus e Preto resgatam pegada ativista do hip hop; Alvo$ é o som que você precisa ouvir hoje

 

Playlist das 100 Músicas mais Baixadas

Salve, salve, manos e minas! O hip hop brasileiro é um terreno em constante renovação na música brasileira. Novas tendências, novos estilos, novas batidas… novos sons e novas rimas, são alguns dos fundamentos que mantêm o rap em constante alta no rolê.




0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *